Home / dropshipping / 10 conselhos a ter em conta no seu negócio de dropshipping

10 conselhos a ter em conta no seu negócio de dropshipping

 

A estratégia de dropshipping nunca é má, a não ser que prometa resultados sem nenhum esforço e não actue com a devida transparência.

Nesse âmbito queremos aqui no Fórum Dinheiro apresentar algumas questões que qualquer pessoa que comece um negócio de dropshipping ou outro negócio online deve ter em conta nesse processo:

1- Antes de começar, é muito importante que estude a rentabilidade dos productos que pretende vender, tendo em conta a procura desses productos e a saturação de mercado. Estes dois fatores são importantes para qualquer negócio de venda.

2- Se optar por utilizar a plataforma online de um provedor, investigue não só as margens de lucro finais que pode obter por cada venda, mas também que caracteristicas possui a nível de SEO e se realmente é uma opção melhor do que vender num site seu ou por seus canais de vendas próprios que poderá ter ou criar.

3- Sempre que seja possível negoceie directamente com fabricantes ou armazenistas principais, isso permitirá na maioria dos casos que a margem de lucro seja bastante superior do que é quando passa por outros intermediários, visto que a cada intermediário será mais uma percentagem a perder.

4- Para a arquitectura da sua loja, escolha bem qual a plataforma que melhor se enquadra nas suas necessidades, em função da quantidade de productos, imagens e textos descritivos que precise. Nunca descuide a versão mobile (versão para dispositivos móveis, smartphones) já que são cada vez mais utilizados para navegar na internet. Existem diversas plataformas que poderá utilizar, as mais usadas são a Magento, Prestashop e Shopify. Mas deverá  sempre escolher a que melhor se adapta às suas necessidades.

5- O êxito do seu negócio de dropshipping vai depender muito da sua relação com os seus fornecedores de dropshipping. Sempre que possível escolha bem os provedores e procure diversificar, são eles que se encarregam dos envios e devoluções dos produtos que comercializa, por isso é importante que tenham uma forma de trabalhar que se enquadre com aquilo que os seus clientes pretendem.

6- No momento de calcular a sua margem de lucro, tenha em conta a localização do seu provedor. Existem gastos de envio a ter em conta e também possíveis gastos aduaneiros caso se encontre fora do país. Deve ter em conta que nem tudo o que vem da China fica mais barato ao somar todos os gastos.

7- Crie uma comunidade em torno à sua loja, crie blogs e contas nas redes sociais, de inicio parece algo trabalhoso mas a médio prazo são uma excelente fonte de clientes fieis.

8- Se está a começar poderá recorrer a canais de vendas como sites de anúncios, anúncios do facebook e Google Shopping para começar a vender enquanto a loja vai melhorando o posicionamento na internet.

9- Dependendo do tipo de producto pode usar também outras ferramentas de vendas como o ebay, procurando usar o nome da loja para que vá ganhando prestígio e se torne mais conhecida.

10- Procure vender productos que conheça e lhe interessem, evite productos que não conheça. Dessa forma poderá transmitir aos seus clientes uma personalidade para diferenciar a sua loja da concorrência.