Home / Geral / Como conduzir uma entrevista de emprego campeã?

Como conduzir uma entrevista de emprego campeã?

Atuando a mais de 17 anos com recrutamento e seleção, realizando todos os processos de contratação e gestão de pessoas,identifiquei alguns erros cometidos e precisamos aprender com essas situações.

O processo de entrevista dos candidatos é um dos processos chaves na escolha do melhor profissional para a necessidade dos solicitantes das demandas de recursos.

Um dos maiores desafios das empresas hoje em dia é encontrar bons funcionários e firmar parcerias de trabalho duradouras.

A parte central de todo esse processo são as entrevistas com os candidatos, fase em que todos os aspectos profissionais e de personalidade são avaliados em busca do perfil que melhor se encaixe na vaga que sua empresa oferece.

Para te ajudar a não errar na escolha e identificar os melhores talentos do mercado, selecionamos algumas dicas para você seguir ao realizar processos seletivos e conduzir uma entrevista de emprego campeã.

Faça uma pré-seleção!

Por mais que o número de candidatos às vagas esteja cada vez maior, vale a pena fazer uma pré-seleção para tentar diminuir o numero de entrevistas individuais.

É claro que é interessante avaliar o maior numero de pessoas possível, para que o leque de escolhas seja mais abrangente e diversificado, mas com o excesso de entrevistas, a eficiência do recrutador tende a diminuir devido ao desgaste, além do tempo dedicado a cada candidato acabar sendo bem mais curto e, assim, a avaliação mais superficial.

Para não deixar muita gente de fora e não precisar de um processo seletivo muito extenso e cansativo, insira informações no anúncio de sua vaga que ajudem a filtrar o perfil profissional que você almeja.

Horários de trabalho, faixa salarial, formação mínima e habilidades são excelentes formas de restringir este perfil e receber currículos mais alinhados à sua necessidade.

entrevista de emprego

Para as fases iniciais, aposte nas entrevistas coletivas e dinâmicas de grupo, que têm a mesma função.

Desta forma, você terá entrevistas presenciais e realizará testes,que exigem tempo para avaliação, apenas com os candidatos que de fato são potenciais empregados para o cargo.

Prepare-se para a entrevista com antecedência Não é só o candidato que precisa se preparar para uma entrevista. Lembre-se sempre que como recrutador você é um representante da empresa e precisa passar uma imagem correta e profissional.

Esteja bem vestido, seja cordial e demonstre motivação por aquilo que faz. Desta forma, os candidatos se sentirão mais motivados a fazer parte da sua equipa.

Além disso, é essencial ter um roteiro preestabelecido, que não precisa ser seguido à risca, mas servirá de norte para que você não se perca em seus objetivos.

Antes de falar com o candidato, leia atentamente o currículo para direcionar questões específicas quanto as experiências e habilidades.

A entrevista deve ser um espaço para fatos complementares e não uma repetição daquilo que já foi dito em outros meios, como no currículo.

Reserve um bom horário na agenda, mas delimite o tempo de cada entrevista individual

Entrevistas feitas às pressas tendem a ser superficiais e acabam não mostrando o real potencial do candidato.

Reserve um tempo específico para cada um deles, em torno de meia hora e tente fazer tudo dentro do prazo.

Conduza a entrevista de forma objetiva com apoio de um roteiro. Para isto, estudar bem o candidato previamente é fundamental.

Além de evitar o acumulo de candidatos na sala de espera, que inevitavelmente gera um nervosismo extra nos profissionais e, dependendo do tanto de pessoas concorrendo, pode até chegar a desestimulá-los, você também terá tempo para assimilar todas as informações e anotar tudo o que for relevante sobre cada entrevista.

Você pode apostar que não, mas depois de 5 ou 6 conversas seguidas você começará a misturar as informações e prejudicará o seu julgamento posterior.

Por isto, organize-se!

Dê espaço para o candidato falar!

A entrevista é a hora de fazer todas as perguntas possíveis para conhecer melhor o candidato, mas não se esqueça de deixá-lo a vontade para expor outras coisas que ele julgar relevante. Muitos recrutadores pedem para as pessoas ficarem à vontade, mas não dão uma espaço para que o candidato de fato se expresse.

Como ele dificilmente vai interromper a fala do entrevistador em meio da conversa para fazer uma exposição, a entrevista na maioria das vezes acaba saindo mais parecida com um questionário do que como uma conversa.

Uma boa forma de induzir o candidato a expor suas opiniões,o que é uma excelente forma de avaliar a desenvoltura e até mesmo constatar deslizes nas informações anteriormente prestadas, é perguntar o que ele espera da empresa, quais as expectativas para o cargo e pedir que ele conte um pouco de suas experiências anteriores.

Durante o processo, interaja, demonstre interesse e fique atento aos detalhes que ele pode vir a revelar. Pequenas observações podem ser muito valiosas para fazer a melhor escolha na hora de um desempate.

Se você encontrar futuros funcionários muito bons e estiver muito difícil decidir qual será o escolhido, não hesite em tentar uma segunda conversa, envolver o gestor ou quem sabe até propor um dia de testes para ver quem se sairá melhor. Você ficará mais tranquilo com a sua escolha e os candidatos mais satisfeitos pela chance de mostrarem melhor seus potenciais.

Tem algum segredo para conduzir entrevistas campeãs e encontrar os melhores funcionários para a sua empresa ?

Veja Também

críticas na internet às empresas

As reacções das empresas às críticas na internet estão cada vez mais a ocupar tribunais

Muitas empresas do nosso país estão cada vez mais a usar os tribunais para se ...