Home / Noticias economia / Zuckerberg ganhou 5,5 mil milhões de dólares logo nas duas primeiras semanas do ano

Zuckerberg ganhou 5,5 mil milhões de dólares logo nas duas primeiras semanas do ano

Mark Zuckerberg CEO da rede social Facebook conseguiu que a sua fortuna tivesse o maior crescimento do mundo nas duas primeiras semanas do ano.

Segundo o Real Time Ranking da prestigiada “Forbes” não há margem para dúvidas: o patrão da Microsoft é o bilionário que está à frente na lista das pessoas mais ricas do mundo, mas foi Mark Zuckerberg quem arrecadou a maior fasquia nos primeiros 15 dias de 2017.

O jovem empresário americano conseguiu arrecadar cinco mil milhões de dólares nas primeiras duas semanas, que equivale a aproximadamente 4,72 mil milhões de euros, segundo a revista de negócios e economia, especialista mundial em contas de bilionários. A “Forbes” faz questão de referie que é “de longe o maior ganho de qualquer pessoa no mundo”.

fortuna zuckerberg

Impulsionadas pela escalada nas receitas e por uma série de relatórios de importantes analistas, as ações do Facebook estão a aproximar-se da alta histórica de outubro. O líder da rede social detém 410 milhões de ações da empresa e viu o seu património cair 7% (para 49 mil milhões de euros) aquando do resultado das últimas eleições presidenciais. Neste momento, situa-se nos 53.8 mil milhões de dólares.

No início do ano passado, a fortuna de Mark Zuckerberg já havia chegado ao patamar dos 50 mil milhões de dólares, de acordo com o índice de bilionários da Bloomberg, que contempla as 400 maiores fortunas a nível global. O CEO Facebook ficou em quarto lugar do ‘ranking’, superando o mexicano Carlos Slim ou o presidente da Amazon, Jeff Bezos.

Esta segunda-feira, o dono da rede social lançada em 4 de fevereiro de 2004 também constou de outra tabela, divulgada pela Oxfam, a confederação internacional contra a pobreza: os oito bilionários que possuem a mesma riqueza que os 3,6 mil milhões de pessoas que formam a metade mais pobre da população mundial.

Para além dele, Bill Gates (Microsoft), Amancio Ortega (fundador da Inditex), Warren Buffett (maior acionista da Berkshire Hathaway), Carlos Slim (proprietário do grupo Carso), Jeff Bezos (Amazon), Larry Ellison (Oracle) e Michael Bloomberg (da agência de informação económica e financeira Bloomberg) também estão na lista onde a esmagadora maioria das pessoas gostaria de estar.